E a gente não tem mais nada pra fazer a não ser dizer que tá tudo bem. Porque vai passar, passa. Só que antes de passar maltrata. E, entenda, a pior dor é aquela que ninguém vê.
Clarissa Corrêa. (via amotinar)

(Source: os-bons-nunca-morrem)

Sou aquele tipo de pessoa que morre de amor. Sim, morro de amor mesmo, morro de felicidade também, morro de tristeza, morro de cansaço, morro de rir. Entendeu né? Ponho intensidade em tudo.
Gabriel Silva.   (via a-bandonaste)

(Source: p-r-e-s-u-m-o)

Querido diário, eu não poderia estar mais errada, eu achei que conseguiria sorrir e seguir em frente, fingir que esta tudo bem. Mas estava enganada, as coisas ruins ficam com você, elas seguem você. Não da pra escapar, por mais que se queira.
The Vampire Diaries.  (via sorriso-so-risos)

(Source: in-perfeito)

I have done bad things. I can’t take them back, and they are part of who I am. Most of the time, they seem like the only thing I am.
― Veronica Roth, Insurgent (via blu3rthanvelvet)

(Source: simply-quotes)

Todas as cartas de amor são ridículas. Não seriam cartas de amor se não fossem ridículas. Também escrevi em meu tempo cartas de amor, como as outras, ridículas. As cartas de amor, se há amor, têm de ser ridículas. Mas, afinal, só as criaturas que nunca escreveram cartas de amor é que são ridículas. Quem me dera no tempo em que escrevia sem dar por isso cartas de amor ridículas. A verdade é que hoje as minhas memórias dessas cartas de amor é que são ridículas. (Todas as palavras esdrúxulas, como os sentimentos esdrúxulos, são naturalmente ridículas.)
Fernando Pessoa.  (via velhocaos)

(Source: retaliador)